24 novembro 2008

loucos ao poder

Em 1981 uma das mais importantes (seguramente a mais divertida) banda inglesa do espectro post-punk/ ska/ new-wave foi alvo de uma secessão. Os três vocalistas dos Specials abandonaram a banda e formaram os menos conseguidos Fun Boy Three, que ainda assim tiveram alguns singles inspirados e com algum sucesso. E, diga-se, gravaram algumas coisas com as Bananarama. Isso por si só já justificava o acto de formar uma banda e inclusivamente ter penteados como o que Terry Hall ostenta neste clip. É o primeiro single da banda, editado nos finais de 1981, e chama-se The Lunatics (have taken over the asylum).



Ocorreu-me esta música a propósito do concerto dos Mão Morta no auditório de um hospital psiquiátrico. Não lembra ao careca organizar uma coisa destas numa sala só com lugares sentados em cadeirinhas de veludo. Não dá, caraças, é contra-natura. Mas num palco encabeçado por uma faixa em que se lia "75 anos ao serviço da saúde mental" tudo pode acontecer.
Para que conste, o concerto foi mesmo muito bom. Como pontos altos, destacaria as versões avassaladoras do Penso que penso, Arrastando o seu cadáver e Lisboa, e a presença quase constante de 3 guitarras em palco. Que grande som! Só é pena não darem uma refrescadela ao reportório, com alguns clássicos que já há muito não se ouvem. Por onde andam Anjos marotos, Desmaia irmã desmaia, Facas em sangue ou Velocidade escaldante? E já agora, se a ideia é manter o dito reportório, que não se prive o povo de alguns dos mais clássicos entre todos os clássicos, como Anarquista Duval, Oub'lá, e Charles Manson. Algumas destas podiam ter ficado para o encore... mas para isso era preciso que tivesse havido encore.

3 comentários:

corpo visível disse...

.
excelente a faixa "75 anos ao serviço da saúde mental". risos.
.
parece que as músicas vão variar de concerto para concerto.
.
isso do encore nem comento.
.

Joe disse...

É verdade isso do alinhamento. Segundo o próprio Dr. Luxúria, os MM vão rodar os seguintes temas durante a digressão:
01 - Véus Caídos
02 - Oub' Lá
03 - E Se Depois
04 - Até Cair
05 - 1º de Novembro
06 - Facas Em Sangue
07 - Ventos Animais
08 - Maria, Oh Maria
09 - Anarquista Duval
10 - Charles Manson
11 - Quero Morder-te as Mãos
12 - Budapeste
13 - Lisboa
14 - Barcelona
15 - Amesterdão
16 - Marraquexe
17 - Velocidade Escaldante
18 - Desejos Mecânicos
19 - Chabala
20 - Floresta em Sonho
21 - Anjos de Pureza
22 - Em Directo (Para a Teelvisão)
23 - Vamos Fugir
24 - É um Jogo
25 - Tetas da Alienação
26 - A Falácia do Rentável
27 - Tu Disseste
28 - Primavera de Destroços
29 - O Jardim
30 - Arrastando o Seu Cadáver
31 - Penso Que Penso
32 - Cão da Morte
33 - Gnoma
34 - Vertigem

Nada de Anjos Marotos, portanto.

Quanto à cena do encore, parece que optaram por alargar o concerto em 3 ou 4 canções e acabar com a "farsa" do encore programado desde o início. Só muito excepcionalmente (se o concerto for excepcionalmente bom) é que o farão.

corpo visível disse...

.
pois parece que é essa a tendência geral. tocam o que tinham previsto desde início, mas de uma só enfiada. o que não é necessariamente mau.
.
olha não vejo aí o "desmaia irmã desmaia". ostras.
.