23 março 2007

Quem assobia não bate na tia (provérbio transmontano)

Desde há uns dias que ando a tentar lembrar-me de canções que tenham belos momentos assobiados. E ao contrário do que possa parecer, não são assim tantas como isso. A C-70 vai empenhar-se em trazer para a ribalta esta importante, muito embora descurada, faceta da pop. E nada melhor do que começar com um clássico, daqueles mesmo clássicos.
Tudo a assobiar com a Eliza.

2 comentários:

PGS disse...

Confesso que a primeira de que lembrei foi a Winds of Change dos Scorpions. Muito, pouco azeiteiro, ou assim-assim? :-)

Anónimo disse...

Patience - Guns and Roses