18 abril 2006

Got me a book, I want you to know


O Senhor Carteiro, que é um querido, deixou-me ontem este livrinho. Trata-se, como a capa talvez já vos tenha deixado antever, da história dos Pixies. Mas esta história é contada de uma forma diferente, porque o texto são praticamente apenas citações e excertos de entrevistas com os membros da banda e com gente que esteve ao lado deles enquanto a coisa durou e deu os resultados que todos sabemos. Falam uma série de músicos (Tanya Donnelly, Kristin Hersh, Beck, Billy Corgan, PJ Harvey, David Thomas, Liz Phair, J Mascis, Perry Farrell...), de produtores e donos de editoras (Norton, Albini, Ivo Watts-Russell) e muita mais rapaziada que eu não sei de onde vem, e muito menos para onde vai. Está dividido em 3 grandes capítulos, correspondentes aos inícios (antes de gravarem o Come on Pilgrim), à "golden age" (até ao Bossanova) e à queda (Trompe le Monde e fim), aos quais se acrescenta um encore relativo à reunião desde 2004.
Tenho que confessar que sou um "Johnny come lately" em relação aos Pixies. Só lhes prestei a devida atenção depois de eles terem acabado, muito por causa do "Here comes your man", que foi das primeiras músicas que ouvi e que achava (e acho) completamente banal. Irritava-me que os gajos dessa canção fossem comparados aos Sonic Youth, e criei uma resistência a ouvi-los. Só depois vi o que tinha perdido.
Vi-os finalmente há 2 anos em Lx, e estou a ponderar se vou ou não ao Pavilhão Atlântico no dia 20 de Julho. Gostava de ouvir outra vez aquele monte de banha careca a berrar "TAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAME!!" como nunca ninguém alguma vez berrou na história do rock não-metaleiro, de ver a Kim vestida de dona de casa a sorrir para o público ou de ouvir aquele "Rock me, Joe" a meio do Monkey gone to Heaven. Mas vê-los uma segunda vez em registo requentado também me chateia. Logo se verá.
Dos 4 extraordinários álbuns e um mini-álbum que os Pixies nos deixaram (sim, o Trompe le Monde também é um disco do caraças!), das 65 faixas que lá estão (sim, vou deixar de fora os B-sides), atrevi-me a fazer o meu top pessoal, que obviamente está sujeito a ser alterado todos os dias. Deixem o vosso.
11-20 (in no particular order) - Broken face; Vamos; Levitate me; Wave of mutilation; Monkey gone to Heaven; Is she weird; Stormy weather; Alec Eiffel; U-Mass; Letter to Memphis
10 - Planet of sound
9 - Hey
8 - River Euphrates
7 - Isla de encanta
6 - Gouge away
5 - Tame
4 - Velouria
3 - I've been tired
2 - Debaser
1 - Gigantic

8 comentários:

eduardo disse...

eu como fanático dos Pixies (pré-reunião)que sou, já estive tentado a encomendar este livro mas actualmente tudo o que sai deles cheira-me a manobra de pura facturação e como tal não alinho.

Em relação a elaboração de uma lista, só posso afirmar que a minha preferida é o "Debaser" e tudo o resto é muito bom, tirando uma ou outra do "Bossanova" e do "Trompe Le Monde".

Ricardo Salazar disse...

eu tenho sempre muito medo de ser injusto e deixar alguma de fora.
lembro-me que vi os pixies em 1988 - acho eu - no extinto programa de tv chamado transmission.
dava na rtp pelas 18 h 00 e eu andava no 10º ano.
era magnífico. foi lá que vi coisas como sonic youth. teenage riot. candle. e
pixies.
river eufrathes.
lembro-me que fui comprar o doolitle à tubitek no dia em que ele saiu. em cd. juntamente com o vu & nico.

depois a minha madrinha ofereceu-me o bossanova... "acho que vou gostar deste disco", disse - olhando para o título, quando mo entregou.

i don´t think so...

depois vi-os no coliseu... os nossos velvet undergound. e também quis tocar em bandas e isso tudo..

em 1990 a minha lista seria muito diferente.
talvez hey em primeiro.

"se em disco é magnífica, ao vivo é a mais perfeita canção escrita" como li uma vez numa bizz, revista brasileira muito boa.
saudade. jogar bilhar no diu e o 12º.

hoje já não consigo sentir o mesmo prazer, a mesma energia...
tudo muito cantado, dançado e sentido.
a minha fase favorita é come on + surfer + doolitle.

sempre os comparei aos vu. com rock chicano e surf guitar.
o ao vivo na bbc é magnifico.
e as estórias.. o tocarem o set por ordem alfabética...
e era perfeito.
o facto de serem tipos com um aspecto normal.
as canções cheias de hooks geniais.
os números no monkey. os gemidos no tame.
o doolitle será o meu disco favorito. dois lados. lado 1 carregado de hits that never were. wave of mutilation. tame. debaser. i bleed.

e o vitor de cedofeita tinha o surfer rosa em vinil. como tive que lhe chagar a cabeça para ele o mo emprestar. levitate me.

senti-me tão bem a passar o ive been tired no carnaval e ver as pessoas a dançar e a cantar. eufóricas.
eu dançava essa música no meu quarto e achava que era uma injustiça não a poder dançar nas discotecas...
agora até já passa no Rádio...
morte aos pixies..pixies vingados

superpiloto disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
superpiloto disse...

come on pilgrim - surfer rosa - doolittle
(os outros têm algumas coisas que me metem muito medo)

música perfeita - debaser (capitão, pelo menos nesta acho q estamos de acordo)

top não consigo - o doolittle é super-equilibrado, quase todas as faixas davam singles perfeitos

come on pilgrim e surfer rosa são de uma libertação brutal

Rui Maia disse...

05 - Monkey Gone To Heaven
04 - River Euphrates
03 - Caribou
02 - Wave of Mutilation
01 - BONE MACHINE

Apesar de estarem todas fora do meu top 5, o album que mais gosto de ouvir é o "Bossanova".

eduardo disse...

mr.Mojo Rising, your magazine has just arrived.

Inês disse...

Se isto é possível ser feito...amanhã o top será outro, como disse o Joe. Acho que consegui ordenar 6 (and if the devil is 6...)

1 Tame
2 Hey
3 Gigantic
4 Velouria
5 Debaser
6 Where is my mind?

Album preferido: Surfer Rosa

O que aconteceu às vossas Where is my mind? ???
As outras: Wave of mutilation, Planet of sound, Caribou, River Euphrates, Monkey gone to Heaven, Bone machine, Isla de encanta, Gouge away, Is she weird, Stormy weather

Joe disse...

O Where is my mind por acaso nunca foi das minhas preferidas, e é das músicas mais desgastadas deles; tudo o que é demais acaba por chatear, por muito bom que seja.

Se fizesse o top hoje tinha arranjado espaço para meter o Allison e o Tony's theme...

Rui, o Side Effects (pelo menos a metade que vimn a ouvir no carro esta manhã) está mesmo muito bom!!!